Aula 07 – Baianos

A Linha dos Baianos é formada por Espíritos alegres, brincalhões e descontraídos. Gostam muito de desmanchar demandas. São conselheiros e orientadores e gostam muito dos rituais em que trabalham, girando e dançando com passos próprios.
O Povo Baiano vem ao Terreiro para trazer seu Axé, sua Energia Positiva. A gira é sempre muito animada.
Não existe unanimidade com relação aos baianos na Umbanda, uns dizem que são espíritos que trabalham nas duas bandas, outro que eles já foram Exus e hoje trabalham na direita, e outro que trabalham na vibração de Zé Pilintra, de Ogum, de Marinheiro e assim por diante, mas o que há realmente certo é que são versáteis, bem aceitos, dispostos e muito companheiro.
Para que possamos compreender bem qualquer assunto, é necessário aprendermos a definição de cada coisa para que não haja interpretações errôneas.
A nossa umbanda nunca foi bem definida em alguns aspectos, para que se pudesse ensinar de maneira uniforme, suas diretrizes.
É fato que ela sempre foi pautada pela atividade prática dentro dos terreiros e sua linguagem própria foi adaptada de várias fontes, para denominação de várias coisas que acabam se confundindo.
Definição de linhas da umbanda, por exemplo, suas denominações e suas finalidades.
Suas linhas são sete, somente sete e na sua definição já se comete um erro: ‘sete linhas da umbanda’, quando deveria ser sete linhas universais de vibração, pois essas vibrações não pertencem à umbanda e nem a nenhuma instituição religiosa, estas simplesmente existem!
Suas denominações foram criadas a partir do sincretismo dos orixás, as características de cada uma delas, talvez por falta de denominação mais apropriada, correlacionando-as aos nomes de orixás pela semelhança de características.
A finalidade das linhas de vibrações são as qualidades que devemos desenvolver para sermos espíritos mais completos em todas as suas sete áreas.
Por isso dizer ‘linha de baiano’ seria errôneo, pois eles pertencem a linhas de vibração e não são mais uma linha.
Os baianos já trabalham nos terreiros de umbanda há muito tempo. Na década de 70, já havia médiuns com guias de frente baianos como até hoje.
São espíritos muito confundidos pela sua maneira de se comportar e muitos afirmam, erroneamente, que esses companheiros já foram exus e evoluíram, colocando dessa forma, que exu é atrasado, então poderíamos afirmar, se pensarmos dessa forma, que baiano é maior que exu, pois saberia agir nas duas bandas.
Baiano tem, sim, bom relacionamento na espiritualidade tendo acesso ás zonas da espiritualidade em que só exu tem permissão de adentrar, mas lembremos de que existem baianos em diferentes graus de evolução.
Da mesma forma, outras ‘linhas’ são aceitas na umbanda, como os boiadeiros, os ciganos, os boladeiros, os cangaceiros, os marinheiros e tantos outros que, da mesma forma que o povo nordestino representado pelos baianos, são discriminados pelas suas origens e características próprias, assim como no começo, os escravos, os índios e caboclos eram excluídos, mas muito bem aceitos nos terreiros.
Com o passar do tempo a umbanda evoluirá com as minorias que, mesmo com sua simplicidade trás muita sabedoria e sempre tem muito a ensinar.
Os baianos sabem ser alegres, sabem lidar com seriedade os assuntos importantes, conhecem as ervas curativas da caatinga e o valor de uma boa conversa, por isso:

SALVE O POVO DA UMBANDA, SALVE O POVO BRASILEIRO.

Clique aqui e baixe a aula em arquivo: 7º Aula – Baianos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s